quarta-feira, 23 de junho de 2010

Bolo incrível (o melhor) de banana com farofa!




Há!  Esse receita de bolo é aquela que você saca da manga quando quer conquistar alguém! E é bom já imprimir a receita e deixar várias cópias à mão, pois os convivas vão, impreterivelmente, pedir a receita depois...... 

A massa fica fofinha sem bater claras em neve...e tem um toque delicado de castanha do pará.  E quando você dá uma garfada no seu pedaço, tchã-nam, o chocolate "escondido" aparece derretido por entre as bananas, farofa e cia, igual na foto!

O único detalhe, fundamentalíssimo para o resultado ser divino: use as bananas maduríssimas, quando estiverem com a casca preta, sabe? Elas derretem no forno e misturam-se ao chocolate em pedaços, aromatizando com a canela, mmmm.... Deu água na boca? Demorou,!!!! Vai lá fazer!

Ingredientes/massa: atenção para a medida da xícara: 250ml
2 ovos
1 xícara de açúcar demerara
1 colher (sopa) de sementes de linhaça dourada (ou farinha de linhaça "estabilizada")
1 colher (sopa) de castanha do Pará
1 xícara de farinha branca
1/4 de xícara de óleo de girassol
1/2 xícara de leite (prefira o de saquinho ou de garrafinha, como nos velhos tempos)
1/2 xícara de farinha de trigo integral
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó
1 colher (café) de baunilha (uso a orgânica, da Valeso, à venda aqui)

Ingredientes/ farofa:
1/2 xícara de farinha de trigo integral
4 colheres (sopa) rasas de açúcar mascavo
2 colhers (sopa) de chocolate em pó (prefira os com maior teor de cacau, e se possível sem açúcar)
2 colheres (sopa) de óleo de girassol
6 amêndoas cruas (fatie-as em lâminas)

Outros "ornamentos" necessários:
100g de chocolate meio amargo
canela em pó
4 bananas nanicas (muuuuuito) maduras

Preparo:
Para fazer a massa, triture a linhaça e a castanha no liquidificador até virar uma farinha. Numa tigela misture os ovos, o açúcar, farinha, misture a castanha e linhaça triturados, o óleo, o leite, e a farinha integral. Misture bem, junte a baunilha e o fermento. Reserve.

Farofa: Misture todos os ingredientes numa tigela, misturando bem.

Montagem:
- Utilizei um refratário (tipo marinex). Unte, polvilhe farinha, despeje a massa do bolo.
- Pique o chocolate sobre a massa, mas procure deixar uns pedações. Se ralar não tem graça, pois o chocolate desaparece na massa, viu?!.
- Vá cortando as bananas em rodelas por cima, e polvilhe canela.
- Pegue a farofa, apertando na sua mão e jogando sobre as bananas, de forma a formar pequenas pedrinhas de farofa.

- Leve ao forno pré aquecido por 30-40 minutos.

Ah, e cuidado para não exagerar.... pois é de-mais! E nada como aquele café que só a mamãe sabe fazer, para acompanhar, mmmmmmmmmm!!!! 

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Chocolate quente especial da Lucy!

foto Cozinhando com a Lu


Frio!!! Que frio! Vai entardecendo e gelaaaando.... Aqui em São Paulo nem tanto, comparado às gélidas manhãs da região sul do país, onde mora um pedaço de mim! Aquilo sim é frio! vixe! O vento é úmido, acaba com o seu cabelo em dois quarteirões de caminhada :o(

Ah e basta o ponteiro da temperatura despencar, para a vontade de aquecer o corpo ascender!! Inversamente proporcional, como não poderia? :o)

Sobre bebidas quentes à base de chocolate que provei por aí, nos estabelecimentos paulistas na temporada: costumo pegar o cardápio e escolher a opção "meio-amargo" ou então pedir ao atendente a sugestão menos honey-honey. Acabo achando que trocaram meu pedido, pois a bebida costuma estar doce além da conta do meu paladar.... melaaaado... deve ser para vender água depois, pois sede que dá é uma coisa do outro mundo. :oO

Mas não desisti! Vou continuar caçando o lugar com a bebida mais requintada, e se encontrar eu posto aqui. Mas só se for porreta mesmo, indicação meia-boca eu não dou não....

Voltando ao lar doce lar: a porção que costumo fazer é pequena, aqui em casa tenho que redobrar o cuidado com os doces. Minha filha de 5 anos é a formiga-mãe aqui, nunca vi!!. A primeira coisa que fala ao acordar é  "Tem chocolate?" e euzinha esperando um simples "Bom dia mamãe".humpf!..  rs...  

Por isso calculo servir 100ml por pessoa, numa xícara com pires bonitchinho acompanhado de dois cookies fofinhos... perfect!

Voilá, atendendo a pedidos... a receita jóia de chocolate quente da Lucy! Eeeeee!!

Ingredientes:

- 300ml de leite integral (prefira os de garrafinha/ saquinho aos leites-múmia de caixinha)
- 1 colher (chá) rasa de maisena (amido de milho)
- 2 colheres de chocolate em pó 50% cacau (chocolate decente heim? Sem açúcar)
- 1 colher (sopa) rasa de açúcar mascavo
- uma pontinha da colher (café) de cravo em pó (cuidado para não exagerar! cravo demais dá uma sensação esquisita na língua...)
- 1 pauzinho de canela
- 3 quadradinhos de chocolate maio amargo (usei da garoto 55% cacau :o))
- 1 rodelinha de gengibre


Preparo:

Misture bem o leite com a maisena e o chocolate em pó. Leve ao fogo médio-baixo, mexendo sempre, até ferver. Desligue o fogo, junte o cravo, canela, o chocolate, e o gengibre. Deixe descansar um pouco para o casamento bebida + especiarias ter efeito máximo. Deixo uns cinco minutos, aqueço novamente, côo e depois costumo usar uma garrafa térmica para manter quentinho!

Pronto. Sirva aos seus afetos e deguste com moderação! :o)

sábado, 12 de junho de 2010

"Diminuindo" o estômago! Dica de como arrumar o prato.



Bem, vamos lá para o item de grandiosa relevância no delicioso percurso rumo à uma elegante vida saudável: quan-ti-da-de!

Sempre estou lendo sobre tudo, e óbvio, xeretar coisas que falam por aí sobre modismos relacionados à comida chamam muito a minha atenção! Por exemplo: quero morrer (ahhhhh) quando leio ou ouço coisas imperativas do tipo: - coma salada ou qualquer outra coisa "à vontade". Meu, já vi pessoas não irem pra frente nos planos emagrecedores por conta dessa história da carochinha, comendo pratos gigaaaantes de salada antes do prato quente!. Essa coisa de salada a vontade, proteína a vontade, água até não poder mais, nãooooooo, qualquer coisa em demasia vai dilatar seu estômago! A salada não é inocente! E a culpa não é só do tempero!

Mulheres candidatas à cinturinha de pilão: como acostumar a comer pouquinho? É fácil! Quanto mais variado seu prato, melhor. Eu já caí no conto da salada gigante, mas não é só por experiência própria que estou retalhando a própria aqui..... com outras pessoas que converso por aí, sempre escuto: "mas eu só como salada", "eu só me alimento com coisas saudáveis e minha barriga continua grande"..... "não sacia"......"sinto fome" etc etc etc. Ok, o que pode estar falhando aí no sistema é exatamente a quantidade.

Bem, a dica que dou é a seguinte: prefira comer a salada junto com o prato quente (não necessariamente no mesmo prato, mas arrume sua saladinha num pires, ou no máximo num prato de sobremesa!). Quando fazia dieta de emagrecimento, (e pra falar a verdade, até hoje eu faço isso!) arrumava minha comida num prato de sobremesa, nunca (nunca) ultrapassando mais do que três colheres (de sopa) das opções que tinha. Por exemplo: (colheres rasas heim!!!oras!:o))
- 3 colheres de feijão
- 3 colheres de arroz integral
- 3 colheres de vagem com cenoura
- 1 ovo mexido (com salsinha e cebolinha)

Depois de arrumar isso no prato eu olhava que cor estava faltando, e acrescentava:
- 2 colheres de milho cozido (ou em lata mesmo)
- 1 tomate fatiado ou uns 4 mini-tomatinhos (regar azeite extravirgem e polvilhar manjericão fresco, de preferência)
- 2 castanhas do Pará
- 1 colher de sementes de girassol torradas
- 5 folhinhas de agrião (ou outra folha)
- 1 colher de uvas passas

+ 1/2 fatia de pão integral. De sobremesa uma laranja, ou qualquer outra fruta cítrica, que você deve já deixar ao lado do seu prato, descascada.

No jantar, deguste uma taça de vinho (apenas 1/3 da taça heim! Ou "três dedinhos" é o suficiente)!
Detalhe: se você, pessoa que está lendo esse post for um homem, aumente aí a quantidade das coisas um pouco... mas só um pouco, não arruine a dieta só porque é do sexo masculino....se for pra ficar sentado a tarde inteira então, vixxe! atenção para a barriga, ninguém merece...!

Mmmm...! Relaxe! O momento de se alimentar é sagrado. Já fazemos tudo correndo o resto do dia mesmo! Eu, que tenho dois pequenos famintos, prefiro dar a comidinha deles antes, para ter a certeza que vão comer de tudo e direitinho, e enquanto eles comem a fruta de sobremesa , eu sossegada faço minha refeição...
Perceba que você não precisa cozinhar muitas coisas pra arrumar um prato xuxu beleza que vai aplacar sua fome e ainda assim ser riquissimo em nutrientes.

O grande segredo é ter outros "enfeites" que não precisam ser cozidos. Só não exagere nas castanhas, pelamordedeus! E não faça da sua refeição uma coisa "enlatada". Dê preferência, sempre que puder, às opções fresquinhas... E outros itens tipo linhaça triturada, gérmen de trigo, gergelim para polvilhar sobre o arroz, dão um astral e protegem as coronárias.
Ah e não se preocupe! Você não vai morrer de fome! Daqui a pouco já vai ser hora do lanche e surpresa! Sua barriguinha vai estar reclamando! Isso é um bom sinal, ficar com fominha amores, é absolutamente necessário, para adequar seu sistema digestivo aos novos contornos que virão. O cérebro é traiçoeiro, pois se estava acostumado aos pratos gigantes de salada ou miojo, óbvio, vai clamar por mais carboidratos, mas "pliiiiisss" acredite, é temporário isso! Vai passar, vai passar.... quando você está firme no processo de se reeducar nos hábitos, eles tornar-se-ão imprescindíveis no seu dia a dia. Você não consegue mais comer pratos sem graça. Você não sente mais aquela fome absurda, por isso as castanhas tem papel importante no prato! Elas dão um pique, além de serem ricas em antioxidantes. Bom né?

Sabe que em certos shoppings com suas esquálidas praças de alimentação, quero sair correndo, quando abro os cardápios que tem nos restaurantes! Vai até dando depressão, porque rodo a volta inteira e tenho que pensar qual é o menos pior para pedir. E sendo vegetariana então, as opção são mais esmilinguidas ainda, help total!!! 

Não quero me estender muito aqui, mas uma dica para você, pessoa trabalhadora e que come fora todos os dias: prefira os buffets somente se não for almoçar tarde.... se sair para o almoço perto das 14 horas, peça algo "a la carte", é mais seguro para sua saúde. Fiz um curso em que um módulo ressaltava sobre segurança de alimentos e juro, duvideodó que TODO estabelecimento cumpre as regras, pelo menos de manutenção de temperatura correta no serviço de buffet por exemplo.... o que é importantíssimo para evitar intoxicação alimentar e outros desconfortos. Enfim, como de praxe, escrevo só sobre isso em outro bat encontro semanal... até a próxima!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Não espere amanhã para começar a emagrecer!


Ai que delícia! Um post especial sobre emagrecer eeee!!! O primeiro da série! Prometo que vou resistir e não falar de integrais e afins..... pois é meio óbvio..... você vai migrar para essa fase depois, se desejar....

Maluquices a parte, eu sempre fui uma neurótica nesse sentido. Só que boa parte do meu precioso tempo, a long time ago, passei tentando emagrecer, ou pelo menos permanecer sem pelancas na cintura, ou com as coxas um pouco mais finas (mas a genética é brava, meu filho!), GOD! E acabava fazendo tudo errado, tudo! Quando lembro não sei se é para rir ou chorar!!

Enfim, minha saga pela alimentação decente atravessou um período turbulento, de dietas, de abstenção, contando pontos e calorias, pulando refeições, prometendo coisas impossíveis (como por exemplo, nunca mais (???) comer chocolate! e outras guloseimas de TPM, tipo jujuba, MM's, vixe!). E aí descobri o que era a perdição numa dieta. Quando falo dieta, entenda estilo de vida, sim? Se bem, que, no meu caso, num período fofinho da minha vida, dieta significava regime, literalmente! Estar em forma é importante para a auto-estima da maioria das pessoas, e requer um pouco de cuidados, eu estou a fim... e você?

Há tantas fases engordativas na vida: estou feliz, estou triste, casei, acabei de ter filho, fiquei doente, mudei de cidade, etc etc etc.... É ou não é? Sempre, ou quase sempre está ligada a algum fator emocional.....

Pois bem! Entendo como uma dieta de qualidade, algo que não vai me deixar doente, ou com carências nutricionais, e ter um pique extra no final do dia. O pique extra é um bônus incerto, pois no fim de um exaustivo dia de trabalho, se você tem filhos, não tem conversa: durante a semana, depois da maratona com os pequenos, a gente só quer saber de um bom banho e cama!!! Imagina se estivermos doentes, ou cansados por conta de comer errado sempre? Não há esqueleto que aguente. Alimentação é igual mercado de ações, a curto prazo tanto faz, mas a longo prazo que você vê o resultado.... e as escolhas corretas, ou menos piores de hoje, fazem toda a diferença láaa, quando você tiver com 80 anos, e ainda assim participando de uma maratona!! Se eu morrer correndo, vou morrer feliz! rs!

Voltemos ao que eu acho que é uma perdição em qualquer dieta: é aniquilar qualquer chance de você comer o que você gosta. Um pedaço pequeno do que se gosta, em doses pequenas duas ou três vezes na semana, ok! Mas peraí! Se TUDO o que você gosta quer dizer fast food, doces, pão branco, coisas fritas ou biscoitos de pacote e salgadinhos, então vamos ter sérios problemas... (sim, eu e você! Humpf!). Confesso, já fiz parte desse time do mal um dia, e digo com certeza, gente, essas porcarias viciam, são armas brancas! E você vai se suicidando aos poucos, poluindo seu corpo, estragando sua pele, ensebando seu cabelo... as más línguas dizem que afeta a mente! Penso que se eu já sou maluca comendo direito a maior parte do tempo, imagine se vivesse de tranqueiras.... nem estaria aqui escrevendo!   :oP

Eis o maior segredo de ganhar uma saúde de ferro e ficar com um corpitcho que você aspira. Em próximos posts semanais vou esmiuçar mais a coisa ok? Por ora vamos pincelar e pensar sobre o caso, em três dicas que eu acreidto ser de maior importância, pelo menos se você está começando....:

- Quantidade: (coma poucooooo! As vezes você acha que está comendo pouco mas está comendo muito! Não repita o prato criatura, coma mais devagar, mas-ti-gan-do);

- Variedade: faça um prato colorido! Não é difícil. (sim, muitos posts sobre opções de montar um prato virão! Com ilustrações de encher os olhos! E práticas, para você que trabalha fora, ou mora sozinho e volta um caco para casa, já com o telefone do disk pizza na mão);

- Horários: rotina nos horários é importante. Não confunda o cérebro, ou ele vai mandar um recado maroto para o seu corpo, que vai achar que tem que acumular gordura, quando você passa longos períodos sem comer! Socorrooo! Sabemos que, ter horários, na loucura que a gente vive, é meio difícil, mas vou escrever com calma sobre isso.... há uma luz no fim do túnel! Ah e "plis", pare de comer bobeirinhas fora de hora, tais como todynhos inocentes, amendoinzinhos, chicletes, balas butter toffes... guarde isso tudo numa caixinha para distribuir no dia 31 de outubro, quando os filhos do vizinho tocarem a campainha.

É isso, pessoas bonitas do meu coração! Toda sexta-feira vou colocar algum apontamento sobre "emagrecer e afins" por aqui..... mas lembrando da famosa citação latina "mens sana in corpore sano", vamos dar uma chance para o conjunto da obra divina estar em harmonia... tão simples e tão complicado, como diria uma pessoa mui amada! Até!  :o)

sábado, 29 de maio de 2010

Bolo de maçã com aveia

Amo castanhas! Elas podem, e devem fazer parte do nosso dia, ainda mais no frrrrrio, já que são calóricas, ricas em minerais etc etc etc.  E sim, devem ser consumidas com moderação por quem está com sobre-peso ou tentanto emagrecer. A propósito, vou abrir um link sobre emagrecimento aqui, já que tem sempre alguém me perguntando alguma coisa, então vou dividir aqui umas dicas valiosas e muito fáceis de seguir, a partir da semana que vem :o).  Vale também para quem come errado, está doente, depressivo, com transtornos alimentares etc etc etc.

Bem: eis um bolo simples, mas com uma aparência deliciosa para um chá da tarde, encontro com as amigas, lanchinho da escola....  Para a alegria de Kátia, minha amiga que detesta sujar um monte de eletrodomésticos, esse dá para fazer à mão (que maravilha!). Ops, ressalva: usei a batedeira apenas para as claras em neve. Mas se tiver um chicote (batedor de mão, acessório culinário heim, pelamordedeus) use-o, assim já dá uma tonificada nos músculos do braço hehe :o)


Ingredientes: (atenção para a medida da xícara: 250ml)
-2 ovos (de preferência orgânicos, ou de galinhas criadas soltas e felizes)
-1 xícara de açúcar mascavo
-2 maçãs raladas com casca (usei a maçã gala)
-1/4 de xícara de óleo de girassol
-1 xícara de aveia em flocos
-1 xícara de farinha de trigo integral
-1 colher (de chá) de canela em pó
-1 colher (de café) de baunilha orgânica (uso da marca "Valeso")
-1 colher (de chá) de fermento em pó

Cobertura:
-1/2 xícara de amêndoas cruas e castanhas do pará picadas
-2 colheres (de sopa) de uvas-passas claras
-2 colheres (de sopa) de uvas-passas escuras
-canela em pó para polvilhar

Preparo:
Misture os ingredientes numa tigela, na ordem em que aparecem os ingredientes. Se vc quer apostar num bolo mais fofinho, bata as claras em neve e misture por último à massa. Unte bem uma forma de buraco média, coloque a massa, e acomode as amêndoas, castanhas e passas. Polvilhe canela, leve ao forno pré-aquecido por mais ou menos 35 minutos, ou até espetar um palito e sair seco. Deixe esfriar e desenforme o bolo sobre um prato raso. Coloque um prato sobre o bolo e vire ele do outro lado, de maneira que a "cobertura" fique do lado de cima.

Ok, no fim de semana, PODE comer com sorvete.......

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Palitinhos salgados ("ó-te-mo" para o lanche da escola!)


foto Cozinhando com a Lu

Olá pessoas queridas e fãs da boa alimentação! Cá estou!
Ando cozinhando muitas coisas gostosas, o que faltou foi organização (justo eu! que vergonha!) em tirar as fotos e anotar as receitas. Preciso daquelas geladeiras que dá para escrever na porta, assim ficaria bem facinho anotar tudo, desde que as crianças e suas mãozinhas arteiras ficassem bem longe da cozinha... há!

Já disse aqui, que o meu negócio, minha tara e fixação é em preparar e inventar coisas doces. Já aconteceu umas experiências desastrosas aqui com salgados, que vixxx.... mas como é errando que se aprende, saiu hoje essa opção salgada e mega integral para o lanche das crianças (ahãm, das crianças... :o)) e bem gostosinho, e que consegui incluir a semente de girassol, que é um alimento funcional (que possui nutrientes essenciais e importantes para a saúde, prevenindo "n" doenças).

Anota aí! Ah, e não vale tentar fazer com os ingredientes pela metade, humpf!! E Thais, não vale falar que a aparencia da coisa parece um chouriço ou linguiça, ou um cocô, please! :oP

Ingredientes:
1 ovo (de preferência orgânico ou de galinhas criadas soltas e felizes)
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de linhaça escura ou dourada (eu usei a dourada, que tem mais ômegas!)
1 colher (sopa) de gergelim branco
1/2 xícara de castanha de caju (se quiser pode reduzir a quantidade, eu que sou exagerada)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (café) rasiiiinha de sal (muita calma nessa hora, pois o excesso de sal pode detonar seu biscoito)
1/4 de xícara (chá) de água
1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
2 colheres (sopa) de sementes de girassol torrado

Preparo
Numa frigideira coloque as sementes de gergelim e leve ao fogo médio-baixo, até que elas começem a estourar. Desligue o fogo. Coloque no liquidificador as sementes de linhaça e o gergelim da frigideira, e triture bem até virar uma farofa. Junte a castanha de caju, e ligue e desligue o liquidi rapidamente, só para quebrar levemente as castanhas. Passe essa mistura para uma tigela, misture o ovo, e vá misturando o resto dos ingredientes na ordem.

Quando tudo virar um farofão, comece a misturar com as mãos e amassando até a massa virar uma bola.  Ligue o forno e unte uma assadeira. Faça pequenos rolinhos com a massa, no tamanho que quiser, coloque na assadeira e asse (no médio) até quase dourar embaixo (depende do forno, o tempo, em geral, uns 15 minutos).

Dica: se tiver mais paciência e quiser uma aparência "fofinha" ao seu biscoito, faça o seguinte, antes de assar: Triture 1/2 xícara de sementes de girassol no liquidificador, até virar uma farinha. Molhe os rolinhos crus na água, e mergulhe-os na farofa de semente de girassol, aí sim acomode na assadeira e asse. Esse "truquezinho", fica inacreditável em pastéis assados salgados, estes aliás, prestes a debutar no blog!

Bjos gigantes e até!!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Arroz "três grãos"


foto Cozinhando com a Lu

Esse prato é para iniciantes na cozinha integral, pois é muito simples. Mas uma maneira de incorporar grãos diferentes à dieta diária. Arroz a gente come todo santo dia. Vamos juntar mais fibra, ferro e cálcio da cevadinha, e vitaminas do complexo B, vit E, proteínas, além das fibras e minerais do trigo integral. Percebe a diferença entre comer qualquer coisa (tipo arroz branco, que só enche a barriga) e nutrir o seu corpo? Sim, a diferença é absurda. E o resultado vem em saúde, disposição e corpo bonito!

Ingredientes (medida da xícara: 240ml)
1/3 de xícara de arroz integral
1/3 de xícara de trigo em grão
1/3 de xícara de cevadinha em grão
1 colher de sopa de quinoa (opcional, mas que dá uma turbinada na nutrição)
1 colher (chá) de sal

Preparo:
Misture os grãos numa panela, mexendo e trocando a água umas duas vezes. Se possível, deixe "de molho" por 12 horas, para reduzir o teor de fitatos dos grãos. Escorra a água. Meça 3 xícaras e meia de água, tempere com o sal, e leve ao fogo médio em panela semi-tampada. Sim, demora para cozinhar, quanto mais lento (fogo mais baixo) melhor. Quando a água estiver quase secando, tampe a panela para abafar um pouco, até secar quase completamente. Desligue, tampe a panela, aguarde uns minutos e sirva!

Dê preferência a panelas de inox. Que tal um post sobre panelas? mmmm bem apropriado!

Bjos e até!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Mascau! (opção ao "Nescau" e cia)


Leite + achocolatado. Eu gosto, tu gostas, ele gosta. Quentinho então, bem preparado...show!

Nos meus devaneios críticos, me pego lendo a rotulagem do Nescau, Toddy, e similares no mercado. Um fato curioso sobre o açúcar, é que ele vicia. E hoje, falando do ponto de vista industrializado do consumo, o açúcar está lá, figurando em quase tudo quanto é produto. As pessoas acabam acostumando com o gosto excessivamente doce, e acabam perdendo o paladar para saborear. Acho que é isso que acontece.

Por isso, quando a gente vai deletando o açúcar (branco, refinado) da nossa vida, acabamos inibindo essa necessidade e dependência absurda que ele causa.

Essa mistura que costumo ter em casa, é diferente pois apesar de ser preparada com açúcar mascavo, não fica com gosto forte, e se as crianças aprovam, é porque está gostoso certo? E mais do mais: melhor manter uma alimentação decente em casa, pois é botar os pezinhos na rua, e a dificuldade em encontrar algo saudável cresce em níveis exponenciais....rs!

A próxima receita de chocolate aqui, será chocolate quente, amargo, com especiarias, inesquecível. Vou esperar a coisa "invernar" de vez, aqui na terra da garoa, para ficar mais inspirada em preparar hot drinks!

Ingredientes:
3 colheres (sopa) de chocolate em pó (usei o chocolate em pó, com 50% cacau)
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo

Preparo:
O meu açúcar mascavo estava meio empedrado. Então, misturei o chocolate em pó e o açúcar no liquidificador, o que, na minha opinião, fica mais homogêneo mesmo. Pronto. Guarde num pote e use. Já fiz mais docinho também, colocando uma parte maior de açúcar mascavo. E também já fiz com uma pitada de canela, e com pitadas de açúcar de baunilha. Delícia. Já tentei fazer com cacau puro, alcalino, mas ficou bem ruim, não misturou legal.

Lembrando para as formiguinhas de plantão, que a proposta é fugir da melação do achocolatado industrializado. Juro gente, eu não consigo, são muito doces! Sou muito mais o meu :o)

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Brócolis com cobertura de gergelim

foto Cozinhando com o Lu


Comer legumes é delicioso, apesar de para muitas pessoas tal fato remeter a dietas ou coisa e tal.  Na comida, bem como tudo na vida, o tempero faz a diferença. Todo dia, tudo igual, a coisa do mesmo jeito ninguém merece. A foto (de celular) não está das melhores, já que a máquina fotográfica oficial foi confiscada! Eu sou do tipo que come com os olhos e a imagem está bem aquém do merecido valor, enfim...!

Voilá: a fantasia do brócolis de hoje é gergelim preto! Sim! Muita gente desconhece essa semente bonitinha e cheia de cálcio, o líder no mineral, meio à turma do gergelim. Então, muito prazer!


Ingredientes: obs: o tempero dá para usar mais de uma vez. A quantidade que preparei do vegetal serve mãe e filha num almoço aconchegante!
- 2 xícaras de florzinhas de brócolis cru (usei a qualidade ninja, não gosto do outro, molenga :oP)
- 1/2 cebola picadinha

Preparo:
Primeiro deixe as florzinhas de brócolis de molho em água e produto específico para extrair bichinhos indesejados. Após o tempo, escorra a água e reserve.

Refogue a cebola picadinha em pouco (viu mãe, poooouco) óleo de girassol, numa frigideira, com o cuidado para não ultra saturar a coisa (deixar sair fumaça branca por exemplo, estralando, deixe o fogo baixinho).

Junte os brócolis, acrescente um pouco de água, tipo meia xícara, tampe parcialmente a frigideira, para deixar cozinhar um pouco. Observe de vez em quando se não precisa de mais água.

Ninguém quer comer brócolis marrom né? Então, para ficar ideal ele estará meio al dente , nem muito cozido, mas não cru, e manter a cor verde-amazônia. Bem, ficou no ponto, desligue a panela. Não, não vai sal mesmo, o tempero está aqui embaixo, veja:

Tempero:
- 1 colher (de sopa) de gergelim preto
- 1 colher (de sopa) de gergelim branco
- 1 colher (de cafezinho) de sal

- Leve numa frigideira seca a dupla dinâmica preto e branca. Ligue o fogo no médio e mexa com uma colher de pau, deixando dar uma torradinha, cuidado para não queimar. Sabe-se o ponto quando vc esfrega o gergelim entre os dedos e ele esfarela.

Desligue o fogo, passe para uma tigela, e esmague as sementes com um pilãozinho, junte o sal.

Salpique sobre o brócolis na hora de montar o prato. Fala aí: delicious!!

sábado, 27 de março de 2010

Cesto de inox para cozimento: como utilizar!

Gente querida! Não abandonei o blog não heim!! nananananão! Foi por um motivo bem nobre, umas semi-férias. Agora voltei cheia de energia para tudo funcionar muito melhor, na vida profissional, pessoal, e gastronômica!

Pois bem: comentei sobre o cesto de inox no post anterior. Ele tem me surpreendido, pois quando comprei, acabei me arrependendo logo no início, acreditando que se tratava de mais uma tranqueira na cozinha. Ledo engano: o negocinho é bom demais, facilita a vida pacas, poupa o nosso precioso e escasso tempo!

Costumo utilizar dentro da panela de pressão, onde a eficácia é ultra-mega-power comparado a usá-la dentro de uma panela comum. Simples: Dentro da panela de pressão você coloca um copo d'água, cerca de 250 a 300ml. Encaixa o cesto, e acomoda o alimento a ser cozido lá. Fecha a panela, liga o fogo, aguarda a pressão e conta de 2 a 5 minutos, dependendo do que estiver preparando. Desliga a panela, aguarda a pressão sair naturalmente, abre a panela e retira com cuidado a comidinha.

Exemplos:
Batatas, inhames e cia ltda: no procedimento acima, você acomoda os tubérculos com casca e tudo, e depois da pressão conta 4 minutos e desliga: pronto, batatas cozidinhas, cuidado para não queimar as mãos ao descascá-las!

Abobrinhas e legumes molengas: Depois da pressão, conta 1 minuto ou 2, e desliga. Mais fácil impossível!

Brócolis e couve-flores: as brássicas (sim, são chamadas assim na botânica!), depois de deixadas previamente de molho em água com limão ou vinagre, ou produto específico para remover os bichinhos; ficam 2 minutinhos na panela, depois da pressão iniciar.

Lentilha: Gostei de preparar a lentilha no vapor! Demais! Primeiro, é preciso ficar de molho no mínimo 12 horas, para atenuar os efeitos dos fitatos, como é necessário com todos os grãos. Depois escorre-se a água, e despeja os grãozinhos no cesto. Não, os grãozinhos não passam pelo buraquinho do cesto, rs! Já preparei assim também: depois de deixado de molho, acomodei os grãos dentro de um quadrado de papel alumínio, acrescentei azeite extravirgem, hortelã, sal e pimenta, fechei a trouxinha, acomodei dentro do cesto de inox, e depois que a pressão começou deixei 6, 7 minutos. Perfeito!.



Bem, fica a dica e alguns exemplos para começar! Óbvio que o vapor apenas vai cozinhar os alimentos, e a imaginação para temperar é nossa função de chef da casa: daí saem purês, pães, tortas, refogados, saladas, e muito mais. Tudo com muito mais nutrientes que não foram perdidos em águas de cozimento. Viva o vapor!

Se eu lembrar de mais coisitas voltarei para complementar! Beijos!

segunda-feira, 15 de março de 2010

Nhoque de inhame

foto Cozinhando com a Lu

Há! Fale três vezes: Nhoque de inhame, nhoque de inhame, nhoque de inhame!!!

Gente, sério: vc odeia inhame, acha ele babento e escorregadio, gosmento? Pois bem, eu também achava, achava...... mas o lance do inhame é que ele dá de dez a zero na batata. Nocaute na batata. O valor nutricional é absurdo, ainda mais para mulheres. O organismo feminino conspira a favor do inhame!
Dá uma "googleada" para descobrir!

Confesso que sou fã inverterada de batatas, de todas as espécies, em todos os preparos, mas dá para fazer uma troca inteligente as vezes, não é?

Look! Essa porção serve uma mãe e duas crianças famintas, mas não como prato único: pode parecer ridiculo, mas o feijão, ou lentilha e legumes acompanha o nhoque aqui, durante a semana. Se é no fim de semana, vamos de molho de tomate mesmo. Aleatoriedades do sistema....!!!

Ingredientes:
- 5 inhames médios (o que vai pesar mais ou menos 500g)
- 2 colheres de óleo de girassol
- sal a gosto (usei uma colher de chá rasa)
- pitada de noz moscada
- 1/2 xícara de farinha integral
- 3/4 de xícara de farinha branca (a dica é: se quiser um nhoque mais bonitinho, use só a farinha branca. Já levamos uma vida integral no resto mesmo, então a gente pode!)
- farinha branca para amassar

Preparo:
Cozinhe os inhames no vapor (eu cozinho com casca). Aliás, essa semana vou postar sobre o cesto de inox, para cozinhar na panela de pressão. É pratissíssimo!

Voltemos: se você nao tem panela de pressão, cozinhe em água mesmo, com casca e tudo. Quando espetar um palito e sair limpo, desligue, lave-os e descaque, a pele sai sozinha, só puxando com as mãos.

Enquanto isso, coloque água para ferver numa panela grande.

Amasse os inhames com um garfo (nessa parte entra minha filha de 4 anos :o)).

Junte o óleo, o sal, as farinhas, e noz moscada. Misture bem. Se foram cozidos na água, pode ser que seja necessário mais farinha. O importante é a massa ficar firme e sem grudar nas mãos.

Faça rolinhos com pequenas porções da massa, sempre polvilhando mais farinha na superfície. Corte com uma faca sempre retirando os resíduos de massa para não grudar.

Vá cozinhando aos poucos na água fervente, se quiser acrescente um pouco de sal à água. Assim que forem subindo, retire com uma escumadeira, passe para outra panela e regue um pouco de óleo ou azeite, para evitar que grudem.

Vá repetindo o processo até terminar a massa. Prepare o molho de sua preferência ou faça como eu, sirva com arroz, feijão e cia! rs!!!

P.S: viu como é possível? O ovo não é inerente ao nhoque!!!

terça-feira, 9 de março de 2010

Farofinha de couve com castanha de caju


Esta foi em homenagem à minha filha Gabi, devoradora de castanhas de caju :o).

Ingredientes:
1 cebola
2 folhas de couve
1/4 de xícara de castanhas de caju torradas
1/2 xícara de farinha de milho amarela
sal a gosto
4 folhinhas de hortelã
4 colheres (de sopa) de salsa e cebolinha picadas

Preparo:
Pique a cebola e refogue em pouco óleo numa panela pequena. Junte a couve bem picadinha e deixe apurar um pouco na panela, até quase grudar. Adicione então 1/2 xícara de água, deixe em fogo médio para cozinhar um pouquinho. Enquanto isso, triture as castanhas no liquidificador.

Quando estiver quase secando a água da couve, junte a castanha triturada, a farinha de milho, o hortelã e o cheiro verde. Tempere com pitadas de sal, e mexa bem.

Prontinho! bem gostoso para enriquecer a refeição! Como nada é perfeito, Meu filho menor não come couve nem amarrado....eu invento uma farofa para ele também.... sem couve...

terça-feira, 2 de março de 2010

Torta de nozes

foto Cozinhando com a Lu

Desde pequena eu coleciono revistas, catálogos, fichas, papelzinhos etc etc de receitas diversas. Tem uns impressos aqui que são verdadeiras raridades hehehehe!!!

Folheando uma revista "Cláudia Cozinha", de 1999, achei uma receita bem legal, de torta de pecãs, e então resolvi testar a versão integral e com menos manteiga. Ficou bem gostoso, pois a massinha fica parecendo um biscoito, e a mistura de nozes carameladas lembra aqueles doces árabes, sabe aqueles "ninhos" de castanhas para comer com mel?....mmmmm adoro! É uma torta pequenininha, a forma de 24 cm de diâmetro, e serve-se fatias finérrimas ok? Eu aprecio degustar com um vinho, para o meu gosto um vinho branco geladinho combina muito bem (não entendo necas sobre vinho, apenas degusto...!)

Ingredientes:
Massa:
1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo integral!
2 colheres de gérmen de trigo
50 g de manteiga sem sal, gelada, picadinha (equivale a 1/4 do pacote de 200g)
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
5 colheres de água gelada
pitadas de canela, noz moscada, e um tequinho de baunilha.

Recheio
1/2 xícara de açúcar demerara
1/4 de xícara de água
1 colher (sopa) de mel
2/3 de xícara de creme de leite fresco
1 xícara de nozes (usei as nozes "mariposa", mas pode ser a pecã que fica muito bom também)

Preparo
Massa:
Numa tigela, misture 1 xícara da farinha, o gérmen de trigo, a manteiga, açúcar, canela e noz moscada. Misture até virar uma farofinha. Junte a água e essência de baunilha, misture bem com os dedos. Vá acrescentando o restante da farinha, e amasse até virar uma massinha. Faça uma bola, enrole em papel filme e leve à geladeira por 20 minutos.

Ligue o forno na temperatura média. Forre fundo e laterais de uma forma de fundo removível (pequena heim!! de 24 cm de diâmetro). Fure com um garfo a massa, cubra com papel manteiga e leve para assar para ficar firminha, mas cuidado para não queimar! O tempo é entre 15 e 20 minutos. Retire do forno, retire o papel e deixe esfriar bem.

Recheio:
Misture o açúcar com a água numa panela pequena, e em fogo médio, cozinhe a calda por uns 4 minutos (até caramelar: você sabe o ponto mexendo com a colher, deve estar meio "grossinho"). Junte o creme de leite, misture bem. Desligue o fogo, acrescente o mel, a a baunilha e as nozes picadinhas. Recheie a massa.

Asse em forno pré aquecido até ficar borbulhando (mais ou menos uns 20 minutos). Deixe esfriar bem para servir. A minha quebrou um pouquinho ao cortar. Por isso aconselho a desenformar num prato beeem retinho e usar uma faca bem afiada :o)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Suco verdão de couve

Óbvio, se é de couve, tem que ser verde!!!! :o)))

Eis um suco que deixa a pele bonita, o cabelo bonito, e o estômago feliz! O couve tem ferro, o limão tem vitamina C que potencializa a absorção do ferro, a maçã é digestiva....bem, um belo suco!!

Meio forte para quem não está acostumado, mas perfeito para as crianças, e nós!!: no lugar de jantar café com leite e pão, beba um suquinho verde, belisque um pão integral, e mais uma fruta.........sinta-se levinho, levinho da silva...!!

Ingredientes:
- 2 folhas de couve
- 2 xícaras de água beeeeem gelada, ou coloque gelos no medidor e encha de água até completar 500ml
- suco de 1 limão
- 1 maçã bem lavadinha e picada com casca (usei a maçã gala)
- 2 colheres de açúcar mascavo (se quiser mais doce use mais um pouquinho, ou o açúcar demerara, que adoça mais)

Preparo:
Muito difícil, veja: triture tudo no liquidificador, coe e beba! rendeu 3 copinhos aqui: um pra mamãe, e mais dois para as crianças! E não esqueça, na hora de comer seja francesa! Porções pequetiticas! Bju!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Batatas ao curry


Antes de ser vegetariana, e ainda há um tempo atrás, eu utilizava o caldinho (knorr, maggi etc) em alguns pratos.....afff. Mas é muito trash, muito gorduroso, muito o resto do resto cheio de sal e glutamato. Tipo, essas coisas são um atestado de doença....a longo prazo. E tem quem use em tudo, quase que diariamente!

Bem, mas a família já está viciada no tempero de gordura hidrogenada tão prático de cubinho? Como substituir? Especiarias! Ervas! As ervas, se não der para usar frescas, vc pode comprar e congelar (no meu congelador tenho um vidro para cada coisa, um para salsinha, outro para cebolinha, outro para manjericão etc etc.... lavo a erva fresquinha, pico, e guardo no vidro, no congelador).

O curry é um tempero bem legalzinho, e que faz bem à saúde. Tem origem indiana, e mistura muitas especiarias, mas a base principal dele é o açafrão (ou cúrcuma), que dá aquela corzinha amarela, e que tem poder anti-inflamatório. Só cuidado para não abusar na dose, pois ele pode roubar o sabor do prato completamente. Deve-se usar os temperos apenas para realçar o sabor natural do que estamos preparando.

Ingredientes:
1 cebola
1 colher (sopa) de óleo de girassol
8 a 10 batatas médias- pequenas
1 colher (café) de curry
1 colher (café) de sal
1/2 xícara de salsinha picada
1/2 xícara de água

Preparo:
Lave, descasque e pique em quadradinhos as batatas, reserve.
Pique a cebola, coloque numa panela, acrescente o óleo e refogue até aromatizar.

Junte as batatas, deixe dar uma coradinha, mexendo de vez em quando. Quando começar a grudar, junte a água, mexa bem para desgrudar do fundo, junte o curry e o sal.

Tampe a panela, deixe em fogo médio- baixo, e mexa de vez em quando.

Quando estiver cozida (espete um garfo, ou experimente um pedacinho), acrescente o tempero verde, misture, tampe a panela, e volte ao fogo por 1 minuto.

Pronto! Bon apetit!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Degustação de pães da Lu Trapp!




Ebaaaaa!! Amanhã, sexta feira, dia 19/02 é dia de degustação de pães na loja Vivenda a Vida (Alameda Jaú, 1582, Jardins, São Paulo). Apareça por lá! Eu, Lu, estarei a partir do meio dia!!!


Os pães integrais chegam fresquinhos na loja toda terça e sextas feiras, nos sabores:
- Castanha do Pará e girassol
- Amendoas e girassol
- Macadâmias e aveia
- Broa de centeio com sementes de girassol

E em dois tamanhos, o tradicional (que pesa entre 640 e 750g) e os de tamanho petit (entre 320 e 375g). A validade é 5 dias fora da geladeira, ou 10 dias na geladeira.
.
.
.
.
.
***A marca Mãos na Massa foi criada para trazer pães deliciosamente integrais com um toque de castanhas

As receitas exclusivas foram elaboradas pela culinarista Lu Trapp, com ingredientes especialmente escolhidos, e a forma de preparo explora ao máximo o valor nutricional;

-A linhaça (dourada e escura) é triturada imediatamente antes do preparo, pois é dentro da semente que estão os antioxidantes e os "Omegas" e que nosso organismo não é capaz de romper a casquinha da semente inteira na digestão.

-A semente de girassol, que figura na maioria dos pães, é uma poderosa fonte de vitaminas, minerais e possui antioxidantes também, igualmente é triturada na hora do preparo.

-O gérmen de trigo, que é a parte nobre do grão,  é rica em vitaminas do complexo B.

-A fibra de trigo auxilia na digestão, dá saciedade e facilita o trânsito  intestinal.

-O óleo de girassol é um óleo que apresenta bom equilíbrio de ômegas 6 e 3.

- As castanhas utilizadas são boas fontes de gordura na dieta. Aliando-as com as fibras do pão, é um casamento perfeito de sabor e nutrição!

- O pão de macadâmias tem aveia na massa. A aveia é rica em fibras e auxilia na beleza da pele, tem propriedades antiinflamatórias...


-A farinha branca representa cerca de 5 a 10% dependendo do sabor do pão. É usada apenas para dar ponto à massa. Logo, o pão é até 95% preparado com farinhas integrais.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Bolo de côco sem ovo e sem leite

foto Cozinhando com a Lu

Fiz um bolo vegetariano, que parece uma cocada, para provar que o mundo doce existe, mesmo longe de ovo e leite. Os bolos vegetarianos ficam muito bons quando preparados com melado no lugar do açúcar. Nesse caso, usei o açúcar demerara (que é um açúcar cristal um pouco mais escuro, e com menos processos químicos de refino) e usei farinha branca, para dar uma cara de côco mesmo.

Ingredientes: medida da xícara: 250ml
1 e 1/2 xícara e côco ralado (150g)(de preferência fresco!)
1/2 xícara de açúcar demerara
1 xícara de água quente
1/3 de xícara de óleo de girassol
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo (usei a branca desta vez)
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de noz moscada

Preparo
Misture, numa tigela, os ingredientes, um a um na ordem. Unte uma assadeira média-pequena, retangular, asse em forno médio, pré aquecido, por + ou -, 20 minutos. Tem que ficar douradinho em cima.

Cobertura:
- Eu usei chocolate derretido apenas. Usei 100g de chocolate amargo 70% cacau, derretendo em banho-maria (aqueci uma panela com água até ferver, desliguei o fogo. Coloquei outra panela dentro dessa com água, e o chocolate picadinho dentro, fiquei mexendo até derreter.) Cobri o bolo, e joguei granulados em cima.

- Para ficar vegan (sem leite, nesse caso), você pode fazer uma calda com 1/2 xícara de água, 1/4 de xícara de açúcar demerara, 1 garrafinha de leite de côco, 1 pitadinha de maisena (é uma pitadinha mesmo, tipo uma colher de café). Leve para ferver, despeje sobre o bolo, cubra com côco ralado. Se vc gosta de cravo, acrescente uma micropitada de cravo em pó, ou um cravo inteiro na calda, na hora que ferver.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Pão de cenoura recheado com abobrinha

foto cozinhando com a Lu

Já sei, já sei, ninguém aguenta mais receitas com abobrinha......mas eu não resisti de inventar qualquer coisa com a bendita, pois ela continua lá reinando bela e formosa na feira, e na minha cozinha.

A proposta dessa receita foi misturar tudo que faz bem à saúde, que você come, sente-se nutrido, satisfeito e feliz. Aquela refeição que só uma salada, ou um belo suco de cor vermelha completa, sabe?! Jantinha de verão....

E além de tudo é uma receita magriiiinha, é completamente integral, com ingredientes funcionais, e nem no recheio o tempero é frito ou refogado, ou seja, não há nenhum tipo de saturação de óleo.

Pode parecer um pouco trabalhoso para fazer, mas acredite, vale a pena, para o bem da saúde do corpo e da mente!

Ingredientes
Massa:
-2 cenouras médias
-1 colher de açúcar mascavo
-1 tablete de fermento biológico fresco (pode usar também o fermento granulado, meio pacotinho, mas qualquer pão fica mais saboroso com o fermento fresco!!)
-4 colheres (sopa) de óleo de girassol
-2 colheres de sementes de girassol (antioxidante, minha gente, dê um chega prá lá nas rugas!)
-2 colheres de aveia em floquinhos (repõe a energia muscular, ajuda a não estocar gordurinhas)
-1 colher de fibra de trigo (ou farelo de trigo)
-1/2 colher (chá de sal)
-2 colheres de (sopa) castanha do pará ()
-1 e 1/2 xícara de farinha de trigo integral

Recheio
-1 abobrinha brasileira (ou italiana, pequena)
-2 dentes de alho
-1 cebola
-4 colheres de cheiro verde (salsa e cebolinha)
-2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
-8 azeitonas picadinhas
-sal

Preparo:
Raspe as cenouras e leve para cozinhar no vapor, até amolecer. Pode ser na panela normal também, mas no vapor conserva os nutrientes. Depois de cozida, coloque no liquidificador, e acrescente um pouquinho de água, o suficiente para poder triturar. Misture bem até virar uma pasta. Acrescente aí a castanha do pará e as sementes de girassol, e triture junto com a cenoura. Eu usei a tecla "pulsar". Passe para um copo medidor e complete com água até dar 200ml.

Passe para a tigela da batedeira, junte o fermento, o açúcar mascavo, o óleo, a fibra de trigo, a farinha e ligue até virar uma massa homogênea. Deixe batendo uns 3 minutos. Junte o sal. Você pode fazer na mão (numa tigela, mexendo com um garfo) :o).

É, a massa fica mole mesmo, ok??

Leve a tigela para um lugar escuro para crescer um pouco. Enquanto isso fazemos o recheio.

Cozinhe no vapor a abobrinha, até ela ficar bem molinha. Enquanto ela cozinha, corte os temperos beeeeem picadinho: a cebola, o alho, cheiro verde, azeitona. Misture a abobrinha, amassando ou picando beeem pequenininho. Eu preferi amassar igual a um purê. Acrescente sal, umas boas pitadas, tipo, de 1/2 a 1 colher (de chá) de sal. Experimente o tempero, pois tempero inssosso ninguém merece! :oO.

Reserve o recheio.

Hoje estava calor, então quando eu terminei o recheio, a massa já tinha crescido (ela fica mole mesmo, tipo uma massa de bolo. Sabe-se quando cresceu, pois fica cheio de bolinha, quando você mexe de leve com a colher.

Pegue uma marinex ou refratário untado, despeje metade da massa, coloque o recheio, regue azeite de oliva, e arrume o restante da massa em cima. Se quiser polvilhe umas sementes de papoula. Deixe crescer mais uns 30 minutos. Ligue o forno, espere um pouco e leve para assar de 30 a 40 minutos.

Prepare a salada e o sucão enquanto isso......
Pronto! Viu? nem foi tããããããããão complicado!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Outra torta de abobrinha

Lá vem outra torta de abobrinha, gente só dá abobrinha nas feiras né?? Nessa eu incluí as sementes de girassol, muito ricas em nutrientes, uma massa semi integral, e não coloquei azeitonas (na verdade eu esqueci, e adoro!), que dá um toque especial na torta também....

Ingredientes (medida da xícara 250ml)
3 ovos (de preferência orgânicos, de galinhas soltas e felizes, sem hormônios)
1 abobrinha italiana ralada
1/4 de xicara de oleo
3/4 de xicara de leite (de preferencia de garrafinha, ou pacote, se quiser pode ser leite de soja)
1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xicara de farinha integral de trigo
1 colher (sopa) fermento em pó
1/2 xícara de salsa e cebolinha picada
1 colher de sopa de orégano
1 pedaço de queijo ralado (mais ou menos 1/2 xícara, opcional)
1 pitada de páprica picante
3 colheres de sopa de sementes de girassol torrado.
sal a gosto (mais ou menos 2/3 da colher de chá)

Preparo:
Misture tudo, na ordem que achar conveniente. A ordem dos fatores não altera o produto! Coloque numa assadeira untada, ou refratario tipo marinex (que da para usar sem untar). Asse por uns 30 minutos ou até dourar em cima, espere esfriar e sirva com uma saladona, ou no café da tarde!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Liquidificador com copo de vidro



Olá! Vou abrir uma sessão aqui no blog, de coisas legais para comprar. Sabe aqueles objetos de desejo que a gente quer saber se presta ou se são apenas bonitinhos, ou acabam sendo um mico, que dá depressão saber que vc pagou tão $$$ por algo assim....meio inútil????. Pois é!

Um belo dia, decidi que queria um liquidificador de vidro. Sou capricorniana, quando decido, vou lá e faço. Quer saber? Foi uma das melhores coisas.

Comprei esse modelo aí da foto. Além de bonito, ele é silencioso (usei várias vezes depois da meia noite, e moro em apartamento!), fácil de limpar, e o melhor de tudo, não fica com aquele cheiro ruim, de guardado, de velho, sabe? Aquela parte de montar do copo, sai inteira embaixo, é de rosquear. O único cuidado que tem que ter, é de lembrar de não girar o copo para soltar da base, senão derrama tudo o que tem dentro. Para tirar o copo, basta puxá-lo para cima.

Um dia, aconteceu um acidente e o copo de vidro vupt!!, escorregou das minhas mãos e caiu no chão, em cima do tapete, ahhh quase chorei!!! mas acredite, o copo quicou em cima do tapete umas quatro vezes e NÃO quebrou!! Incrível!

Logo, super indico. Liquidificador walita RI2094. Esse não é mico.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Pãozinho de centeio, cenoura e nozes




Pão faciiiiinho, tipo pão de minuto, para fazer de colheradas. Salva a gente quando chegam visitas inesperadas!!

Ingredientes:
1 cenoura média ralada bem fininho
1 ovo (de preferência orgânico ou de galinhas criadas soltas, felizes e sem hormônios)
2 colheres de creme de leite fresco (ou óleo, mas já vou avisando que fica melhor com o creme de leite)
100ml de água
1 xícara de farinha de centeio
1/4 de xícara de farinha branca
1/2 colher de chá de sal
1 pitada de noz moscada
1 colher chá de fermento em pó
2 colheres (sopa) de nozes picadas

Preparo:
Misture tudo, mexendo bem para não engrumar. Ligue o forno, unte uma forma, enfarinhe, despeje colheradas da massa e leve para assar por uns 20 minutos. Antes de tirar do forno verifique se assou bem, esse tempo por exemplo é o meu forno que assa rapidão.

fala sério, essa receita até criança faz!

domingo, 10 de janeiro de 2010

Chá gelado com limão e açúcar mascavo!

Chá gelado é muito bom!

Experimentei fazer o tradicional, adoçando com açúcar mascavo e ficou bem gostosinho! A grande vantagem é que o açúcar mascavo conserva os minerais e vitaminas que são extraídos no processamento do açúcar branco, por exemplo.

Se você não tem diabetes ou outra contra indicação ao açúcar, prefira sempre o mascavo aos adoçantes químicos que enganam o cerébro e intoxicam o corpo....



Ingredientes
1 litro de água
2 colheres (sopa) de chá mate a granel (se preferir, use os de saquinho)
8 colheres de açúcar mascavo (80g)
4 limões
gelo (uns 8 cubos)

Preparo
Leve a água para aquecer, um pouco antes da fervura desligue, acrescente o chá e tampe. Deixe esfriar bem e leve à geladeira.

Quando estiver bem frio (eu gosto de fazer de um dia para outro), passe o chá por uma peneira, e derrame o líquido no liquidificador. Acrescente o açúcar mascavo, o suco dos limões, e o gelo. Bata bem até triturar o gelo, sirva em seguida.

Rende 5 porções!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

"Donde" vem a semente de girassol....

... do girassol claro! Mas veja essa sequência de fotos, tiradas no quintal da casa de meus pais, que coisa maravilhosa!

O girassol é meu fiel companheiro na maioria dos pães e bolos, biscoitos que preparo; fonte riquíssima de antioxidantes (previnem o envelhecimento celular). É uma pena que poucas pessoas utilizem a semente, curiosamente 90% da produção de semente é destinado à fabricação de óleo. E imagino que boa parte dos 10% das sementes viram alimentos de passarinhos, papagaios (sorte deles! Por isso são tão lindos)

Esta preciosa semente contém ainda proteínas, gordura poliinsturada (gordura de boa qualidade) vitaminas do complexo B, E, minerais como: fósforo, potássio, ferro, cálcio , zinco e magnésio. Trocando em miúdos: um petisco perfeito e saudável. Triturado e misturado às massas, então, perfeito! O que usamos é a parte de dentro da casquinha, olha lá na última foto! E compra-se torrado em loja de cereais, a granel, ou em pacotinhos, a marca "mãe terra" vende em pacotes de 200g.

Eis o belo e formoso girassol
Que incrível a natureza, olha o miolo que vai se transformar em sementes!
Essas partes pontudas já estão em processo de virar semente!
Daí o girassol vai ficando corcundo, murcham as pétalas...
Esse aqui já está com todas as sementes praticamnte formadas! Pesadão!
...de pertinho...


e então a gente destaca as sementes assim!

E então esta é a semente de girassol que conhecemos!

e maaais de pertinho! Torrada fica mais douradinha!

Créditos das fotos: Emiliano Cesar Trapp!!